Blog do

Blog do

Há um mês, iniciei uma jornada de Exegese Bíblica. Todos os dias, tento estudar com um pouco mais de profundidade um capítulo da Bíblia, começando por Gênesis 1. A quantidade de insights e aprendizados tem mais do que compensado esse esforço.

Entre muitas outras coisas, tem chamado a minha atenção a recorrência da prática do “engano” na rotina dos patriarcas. Abraão e Isaque se fizeram passar por irmãos de suas esposas. Então, Jacó, que primeiro enganou seu irmão, depois seu pai e, por fim, seu sogro.

A conduta dos patriarcas mostra de forma escancarada a humanidade desses personagens e também, de certa forma, a descendência de Adão. Os “enganos” dos patriarcas, para mim, têm relação direta com a decisão de comer o fruto da “Árvore do Conhecimento do Bem e do Mal”. A noção de sobrevivência e adaptação parece avivar, mesmo nesses personagens emblemáticos, impulsos que os afastam da natureza que Deus havia inicialmente planejado.

29/11/2023