Blog do

Blog do

Acredito que o diabo não impõe dificuldades àqueles que já estão alinhados com os seus propósitos. Se uma pessoa está se prejudicando sozinha, ela está, de certa forma, facilitando o trabalho do diabo, que não precisa intervir diretamente. A ausência de sinais visíveis de atuação do diabo na vida de alguém pode, paradoxalmente, ser um indicativo de que essa pessoa está seguindo uma direção que ele aprova. Quando não vemos obstáculos ou interferências malignas, pode ser porque estamos trilhando um caminho que já está em conformidade com os objetivos dele.

Por outro lado, a atuação do diabo tende a ser mais percebida quando alguém está indo “de encontro” ao que ele quer. Quando estamos seguindo um caminho moralmente correto, batemos de frente com ele e suas influências se tornam mais evidentes. É neste confronto que sentimos suas tentativas de nos desviar do caminho certo, através de obstáculos e tentações que surgem em nossa jornada.

Para ilustrar ainda mais essa ideia, pensemos na seguinte situação: uma casa bagunçada, mas sem luz. No escuro, não temos uma percepção clara dos problemas ao nosso redor. Podemos até pensar que não há problemas, já que a falta de luz nos impede de ver a bagunça. Da mesma forma, a falta de percepção espiritual pode nos fazer acreditar que estamos bem, mesmo quando estamos imersos em problemas e comportamentos que nos prejudicam.

Por outro lado, ao colocar luz na situação, podemos ver problemas que sempre estiveram presentes, mas nunca estiveram visíveis. A clareza proporcionada pela luz revela a desordem e as falhas que antes eram ocultas. No entanto, se não formos cuidadosos, podemos cair na armadilha de pensar que o problema é a luz ou que foi ela que causou os problemas. Na verdade, a luz apenas nos permite ver a realidade como ela é, nos dando a oportunidade de corrigir o que está errado.

Ganhando essa consciência situacional através da luz, temos a oportunidade de resolver problemas antes que eles ganhem um vulto maior. Embora inicialmente desagradável, essa revelação é uma chance valiosa para fazer melhor, corrigir nossos caminhos e evitar que pequenas falhas se tornem grandes obstáculos no futuro. É através dessa luz que podemos verdadeiramente melhorar e crescer, enfrentando de frente os desafios que antes estavam ocultos.

Deus, ao criar o mundo, começou, logo no primeiro dia, criando a luz. As trevas, antes, cobriam a face do abismo. Essa é uma alusão interessante de que é no desconhecimento, naquilo que não se vê, que reside o perigo. O perigoso, mas evidente, deixa de ser uma ameaça disfarçada e passa a ser um convite ao risco. Assim, a criação da luz representa a importância de dissipar as trevas do desconhecimento para revelar e lidar com os perigos que se escondem na escuridão.

Eu acredito em Deus. Não percebo no diabo uma oposição a Deus, mas ao homem. Seria desproporcional colocar qualquer coisa no status de oposição a Deus. O diabo é nosso inimigo. A falta de percepção, o desconhecido, é uma ferramenta nas mãos do maligno. Como diz o sábio, devemos nos alegrar nas tribulações, pois são elas que produzem a paciência, que resulta em experiência, e nos permite a esperança.

Essa conexão entre o espiritual e o mundano é necessária. Na minha empresa, por exemplo, é exatamente quando atento para alguns aspectos, observando indicadores, que percebo que algo não está bom. Parece que tudo ficou errado, mas, já estava. O que há de novo é a consciência e a chance de melhorar. Ao iluminar essas áreas, ganhamos a oportunidade de corrigir problemas e melhorar processos antes que se agravem.

Que tenhamos a coragem de buscar e aceitar a luz. Que entendamos que o inimigo que parece invencível a nós, é derrotado frente a Deus. Em resumo, reconhecer a influência do diabo em nossas vidas e buscar a luz de Deus nos capacita a enfrentar e superar os desafios ocultos. Que tenhamos sempre a coragem de iluminar nossos caminhos e confiar na vitória de Deus sobre todo o mal.

08/07/2024
0
Would love your thoughts, please comment.x